Santo Grau

Criada em 1992, cachaça Santo Grau preserva as origens e as peculiaridades de pequenos engenhos, de diferentes regiões do país. Todos com processo artesanal de produção e que foram selecionados rigorosamente por serem engenhos antigos, preservados e que produzem uma cachaça de alta qualidade.


A Santo Grau Itirapuã é fabricada no Engenho da Barra Grande, é a representante Paulista da marca e a única que é armazenada em tonéis de madeira (jequitibá e carvalho).

Uma cachaça de aroma suavemente amadeirado, sabor aveludado e macio. Deliciosa pura ou em coquetéis.

Em 2015, o Engenho Barra Grande, em parceria com a Santo Grau, lançou um projeto inovador: trouxe da Espanha tonéis de carvalho que foram utilizados na maturação de vinhos de Jerez para o envelhecimento das cachaças utilizando o método Solera, que com isso ganhariam uma riqueza de aromas e sabores “herdados” dos vinhos que haviam sido os “inquilinos” anteriores daquelas barricas. Após retirar o vinho, a sua “borra” seca e se cristaliza dentro dos tonéis.

Assim nasceram a Santo Grau Solera PX (com notas aromáticas que remetem ao vinho Pedro Ximenez, originado de uma variedade de uva com o mesmo nome, extremamente doce e fortificado) e a Santo Grau Cinco Botas (com toques de Jerez oloroso, um vinho seco originado de uvas Palomino).

Essas duas bebidas e a Santo Grau Itirapuã colocaram as cachaças do Engenho Barra Grande entre as 50 melhores cachaças do Brasil, segundo o ranking da Cúpula da Cachaça, que é divulgado a cada dois anos pelo jornal “O Estado de São Paulo”. O Engenho Barra Grande é o único do Brasil que envelhece cachaça nos famosos sherry oak casks, tonéis que são usados no envelhecimento dos melhores whiskys do mundo.

Hoje, a Santo Grau é referência Nacional em cachaça de qualidade e está presente em todas as grandes redes varejistas, nos principais bares e restaurantes do país e a partir de agora também vai viajar pelo mundo, depois da parceria com os espanhóis da Osborne( uma gigante do setor de bebidas).